A ilusão de controle e as novas leis

Escola de Negócios

A aprovação de uma lei não significa nova realidade

Já falamos aqui no Blog da HB sobre o conceito de ilusão de controle. A questão levantada nesse post anterior era se há uma interpretação equivocada sobre os fatores que levaram juros ao mais baixo patamar da história. Desta vez, abordaremos a ilusão de controle e as novas leis.

A reforma da Previdência foi finalmente aprovada. Não se alcançou o trilhão pretendido. Mas foi um passo na caminhada para a promoção do equilíbrio nas contas públicas foi dado. Entretanto, não se pode cair na armadilha da ilusão de controle. Isto é, o estabelecimento de regras não é o bastante para a criação de uma nova realidade. “É preciso botá-las em prática, segui-las e exigir dos outros que as sigam. Instituições são produto da prática da sociedade e não do que está escrito em um pedaço de papel”, escreve Hudson Bessa, sócio da HB Escola de Negócios, em artigo no Valor Investe.

Além da reforma da Previdência, há outras reformas necessárias. E mais: há também a necessidade do cumprimento das leis já vigentes, como a Lei de Responsabilidade Fiscal. Segundo dados de um boletim do Tesouro Nacional, dos 26 Estados e o Distrito Federal, 12 extrapolaram o limite de 60% com gasto de pessoal em 2018. “É muito difícil exigir da população o cumprimento das normas em uma sociedade onde quem deveria zelar pela sua aplicação não as cumpre”, afirma Hudson.

(Foto: Pedro França/Agência Senado/CC BY 2.0)

Deixe uma resposta

× Contato via Whatsapp