Pacote dos combustíveis é tentativa de criar um inimigo e mostra que a eleição já domina o ritmo da economia

Escola de Negócios

Coluna do Valor Investe

O título e subtítulo do artigo do Valor Investe desta semana são sugestivos.

“Pacote dos combustíveis é tentativa de criar um inimigo e mostra que a eleição já domina o ritmo da economia.
O capitão e a tripulação largaram a cabine de comando e foram botar combustível nas caldeiras.”

Abaixo segue um fragmento

Nesta cruzada para erguer um inimigo público e, mais uma vez, insistir no “nós conta eles”, nos últimos dias temos ouvido uma série de asneiras sobre como funcionam os mercados de capitais. Lembrando que este é um Governo eleito com a bandeira de defender o livre mercado, “mais Brasil e menos Brasília”.

Quando se considera o uso de dinheiro público para bancar a redução de impostos que vão atingir muito mais brasileiros que o necessário, ele não faz sentido. Não há motivos para subsidiar minha despesa com combustível para ir ao trabalho ou ao Rio ver minha família. Os cerca de R$ 60 bilhões (as estimativas ficam entre R$ 40 bilhões e R$ 80 bilhões) a serem destinados a este subsídio poderiam bancar por volta de nove meses de auxílio Brasil.

Uma crítica recorrente é feita a política de preço praticada pela Petrobrás, que ela não é transparente e estaria descolada de seu interesse social. Pois bem, ela surgiu em 2016 no bojo de uma série de regras para reforçar a governança corporativa da companhia e evitar seu uso para fins políticos e eleitorais. Qualquer semelhança com o momento atual não é mera coincidência.

O Governo é o acionista majoritário e pode a qualquer momento pautar o assunto no Conselho de administração e tentar convencer seus membros sobre uma proposta que considere mais adequada aos interesses da empresa. Se realmente há interesse em mudá-la, a pergunta é: por que não apresenta uma alternativa? A crise energética é mundial e se desenha faz tempo. Por esta ótica, o tom de guerra contra a Petrobrás é um tanto surreal.

Deixe uma resposta

× Contato via Whatsapp